quarta-feira, 6 de abril de 2011

EDÍZIO SALDANHA DE ALMEIDA – HOMEM DE AÇÃO.


Raquel e Edízio Almeida

Dia 03, domingo a tarde, após cinco anos de enfermidade partiu para estar com o Senhor o irmão Edízio Saldanha de Almeida, membro da igreja neotestamentária da Vila Planalto em Campo Grande MS. Ele era pai da irmã Ana Aline Almeida Viveros, esposa do Pr. Júlio Alt Viveros, da já citada igreja e tio do missionário Isaias da Silva Almeida. Ir. Edízio nasceu dia 17 de novembro de 1.921, no Ceará. Mudou-se para Corumbá – MS juntamente com a família do Sr. Marcelino José da Silva, seu futuro sogro, no dia 14 de dezembro de 1.943. Dia 10 de março de 1.945 casou-se com Maria Luiza, mas conhecida como “Nini”. Nesse mesmo dia e hora, seu irmão Luiz Saldanha de Almeida, pai do missionário Isaias, casou-se com Francisca das Chagas, a “Chaguinha”, irmã da Nini. Eram dois irmãos casando com duas irmãs. Nessa ocasião todos já eram convertidos. No casamento dos irmãos Edízio e Luiz os missionários Thomás e Maria Lindores fizeram um bolo para eles. Deram também um cartão para cada um. No cartão do casal Edízio e Nini, os missionários escreveram o versículo de Josué 24:15: “Porém, eu e minha casa serviremos ao Senhor.” Essa promessa se cumpriu na vida do casal Edízio e Nini. Eles tiveram seis filhos biológicos e dois do coração. Depois vieram os netos e bisnetos. Todos servem ao Senhor. Edízio e Nini viveram felizes por 49 anos. No dia 30 de janeiro de 1.994 aprouve ao Senhor levar a sua Nini para o descanso eterno. Mais tarde, o ir. Edízio encontrou aquele que seria a sua companheira até o fim. Era a irmã Raquel, uma viúva da igreja neotestamentária de Araçatuba – São Paulo. Eles formaram um casal harmonioso e feliz. Ela gostava das mesmas coisas que ele. Foi excelente companheira na cidade e especialmente no campo, onde os dois gastavam a maior parte do tempo. No funeral do irmão Edízio, celebrado pelo Pr. Richard, seu genro, os filhos, netos, sobrinhos, irmãos em Cristo fizeram questão de expressar gratidão pela sua vida. Mensagens foram enviadas dos Estados Unidos, pela internet, por sua filha Eliane, e seu neto Jeuel e lidas durante a cerimônia de despedida. Todos relembraram com saudades a maneira de ser do pai, do avô, do tio, do irmão em Cristo. Irmão Edízio era homem de poucas palavras. Sua filha caçula, a Edilene, disse: “Meu pai nunca me disse – Eu te amo. Entretanto, eu sabia que era amada por ele.” Ele preferia agir, ajudar parentes, amigos, irmãos em Cristo, a obra local, a obra missionária. Sempre foi fiel ao seu compromisso com o Senhor. Era admirado na igreja e tinha bom testemunho dos de fora. Com aqueles com os quais fazia negócios sempre se caracterizou pela integridade no agir. Deixou-nos um legado de fidelidade e constância no caminho do Senhor. Que o Senhor console o coração dos familiares. “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos” Salmos 116:15

3 comentários:

Zigomar disse...

Tive o grande privilégio de conhecer esse grande homem e até de trocar ideias com esse homem de poucas palavras, nas vezes que ele me dava carona pra casa antes de ir para seu apartamento depois que perdeu sua Nini. Não me esqueço da vez que me disse: "Eu vou me casar de novo porque não aguento ficar só, se você ouvir algum comentário com respeito a isso meu filho, não liga não". Eu o incentivei na busca da Dona Raquel que era realmente a pessoa de quem ele precisava. Estou feliz por Deus ter dado a esse Seu filho, o descanso eterno. Agora está livre de sofrimentos, de tristezas e de dores.
Deus seja louvado!

Prof. Izaias Resplandes disse...

Não conheci irmão Edísio. Conheci seu Luís. E conheço Ana Aline... Sei que não é fácil nos despedir de alguém com quem estamos umbilicalmente ligados. Já passei por isso várias vezes. Mas Deus sempre nos conforta com sua Palavra, nos dizendo que "estar com Cristo é muito melhor" e com a certeza de que, na Casa do Pai reina a paz e a felicidade. E é isso que nós queremos para todos os nossos queridos familiares: pais, filhos e demais parentes... Peço a Deus que conforte os corações dos irmãos que fazem parte da família terrena de seu Edízio, bem como dos seus irmãos de fé que com ele conviveram e que estão tristes com sua ausência física. Continuem a jornada. Ele completou a carreira e guardou a fé. Está na Paz de Deus. Nós ainda estamos no mundo e temos muito o que fazer. "Tende bom ânimo"! Jesus, aquele que venceu o mundo, continua conosco todos os dias, nos ajudando a obter as nossas próprias vitórias. Saudações em Cristo.

Josiane disse...

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericordias e o Deus de toda consolacao, que nos consola em toda a nossa tribulacao, com a consolacao com que nos mesmos somos consolados de Deus. Porque, como as aflicoes de Cristo sao abundantes em nos, assim tambem a nossa consolacao sobeja por meio de Cristo". (2 Corintios 1.3-5)

Nao conhecemos o Ir. Ezidio, mas queremos externar nosso pesar a Ir. Ana Aline, que nos recebeu tao bem em sua casa quando estivemos em Campo Grande, deixo para a irma e para os familiares esses versiculam que expressam tao claramente a consolacao de Deus para esses momentos dificeis. Forca minha querida irma, Deus e contigo.