segunda-feira, 25 de novembro de 2013

III Congresso de Jovens e Adolescentes da Igreja Evangélica Néo Testamentária em Parintins


 
 Nos dias 15, 16 e 17 de Novembro de 2013, no Templo Central da Igreja Evangélica Neo Testamentária de Parintins aconteceu o III Congresso de Jovens e Adolescentes, com o tema:  "O MEU FUTURO DEPENDE DA MINHA ESCOLHA HOJE".  Na sexta feira dia 15, na abertura do Congresso tivemos como Preletor o Missionário Joab Nogueira, o qual trouxe uma mensagem bem interativa com dinâmicas e premiação para os participantes.O culto foi presidido pelo irmão Laércio Júnior.
       No Sábado pela manhã o estudo bíblico foi ministrado pela irmã: Josiane Abecassis, no início foi apresentado o vídeo abaixo, após, foi explanado slides sobre o tema com a participação dos jovens e premiações aos participantes. Na noite do sábado quem presidiu foi o Irmão Tiago Figueira, o Preletor foi o Pastor Raimundo Moisés, ministrando sobre o versículo chave do Congresso: Gn. 39.9c: "...como pois faria eu tamanha maldade e pecaria contra Deus?" o Tema do Estudo foi:  "As 10 qualidades de José"
como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus?
Gênesis 39:9


video

No domingo pela manhã o estudo foi ministrado pelo Pastor Daniel Siqueira, à noite aconteceu o encerramento do Congresso, o irmão Jandson Martins presidiu o culto e o Preletor foi o Diácono Válber Abecassis.


Na Ocasião foi realizada a entrega da Moção de Aplausos nº 026/2013-CMP que teve como autor da propositura o Presidente da Câmara de Parintins, Vereador Rildo da Silva Maia, a Moção de Aplausos é um documento de reconhecimento a pessoas ou entidades que prestam relevantes serviços a população, é colocado em pauta para aprovação em uma Sessão Ordinária e entra para os anais da Câmara Municipal.


Logo após o culto foi oferecido um delicioso lanche aos presentes. Até aqui o Senhor tem nos ajudado!


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

EXEMPLO XI, PERDOAR AS OFENSAS FEITAS A NÓS

Na oração que Jesus ensinou aos discípulos, em Mt. 6: 12 está escrito: E perdoa as nossas ofensas, assim como nós temos perdoado a quem nos tem ofendido” e no versículo 14 diz: “Porque se perdoardes aos outros a suas ofensas, vosso Pai celestial vos perdoará a vós”. Esta foi uma oração modelo para os discípulos do Senhor e vale para todos os que são discípulos hoje. “Portanto vós orareis assim: Pai nosso”. Para falarmos com o nosso Pai a respeito de perdão, temos que entender bem o que significa perdoar.  Nesta oração Jesus ensina que nós precisamos perdoar aos nossos devedores ou aqueles que nos tem ofendido. É dever nosso perdoar. Já ouvi muitos crentes dizerem: “Que Deus perdoe a ele o que ele fez comigo”. Mas em si mesmo não tem um espírito perdoador. Não é assim que Jesus ensinou. O dever de perdoar é nosso e não de Deus. O perdão de Deus para com o ofensor é outra história. Estamos falando do perdão nosso àquele que nos ofendeu. Outra coisa é dizer que esqueceu o assunto e que não quer pensar nele. É querer passar por cima como se desse um salto e pulasse à frente e caminhasse Dali pra frente sem tratar as ofensas, deixando para que Deus trate. Isto não é perdoar. O nosso inconsciente nunca vai esquecer. Podemos maquiar a nossa consciência e relevar, mas fica registrado no nosso inconsciente e, com certeza, um dia vai voltar à tona, porque está registrado. Quando o assunto é resolvido e perdoado aí sim, deve cair no esquecimento, porque será apagado do inconsciente. Assim deve ser na vida do crente. Já tratei com pessoas que não quer tocar em assuntos que não foram resolvidos, na tentativa de resolvê-los, e já ouvi: “Olha, foi uma grande ofensa o que ele fez comigo, mas deixa pra lá; eu já entreguei nas mãos de Deus”. Está errado. Isto só demonstra que há uma grande mágoa no coração. E mágoa no coração é raiz de amargura; e a recomendação da Palavra, através do apóstolo Paulo é que, “Toda amargura” seja tirada da vida daquele em quem habita o Espírito Santo. Ef. 4:31. E em Hb. 12:15 diz: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos sejam contaminados”. Tem muitos crentes contaminados e perturbados hoje em dia por raízes de amarguras que brotaram e viraram moitas de arbustos. As ofensas precisam ser tratadas e perdoadas.  Deus não quer que entreguemos em Suas mãos, o que nós mesmos não tivemos a disposição de resolver. É obrigação nossa e não de Deus. Dizer que não sabia disto, é dizer que não conhece a oração do Pai nosso.
O ensino do apóstolo Paulo em Ef. 4:32 é o seguinte: Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo”. Como Deus nos perdoou em Cristo? O crente que não sabe perdoar, nunca vai perceber a dimensão de seus pecados e ofensas perdoadas por Deus em Cristo. É por isto que tem muitas pessoas nas igrejas, achando que estão fazendo um favor para Deus e para os pastores. Inconscientes de que estão lá porque foram perdoados os pecados que os levava para o lago de fogo. Em outras palavras, aquele que não consegue perdoar, ainda não foi perdoado por achar que não necessita de perdão. No momento em que sentimos a necessidade do perdão de Deus para os nossos muitos pecados, vamos conseguir perdoar uns aos outros com muito mais facilidade.
Em Cl. 3:13,  Paulo escreveu: Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também”. Se Deus mandou perdoar Ele nos capacita para isto. Fazei, perdoai. Quem não perdoa condena. Deus te perdoou? Então perdoe. Se você condena ao invés de perdoar, falta-lhe também o perdão do Pai em Cristo.
Se tiveres dificuldade em tratar ofensas com o que te ofendeu, achas difícil perdoar aos outros; rogue a Deus, Ele vai te dar um espírito perdoador, porque Ele quer que você perdoe. E, Deus não faz o que você pode fazer. 
Grande abraço.

sábado, 16 de novembro de 2013

XXXIX ENCONTRO DE COOPERADORES DAS IGREJAs NEOTESTAMENTÁRIAS

Hoje, após um saboroso café da manhã, iniciou-se o XXXIX Encontro de Cooperadores na cidade de Corumbá,MS, com a presença de irmãos do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e irmãos da Bolívia.
O Pr. Eliseu da Silva Campos agradeceu a vinda dos irmãos e desejou boa estadia em Corumbá. Ele pediu que  tivesse um tempo de oração para escolha do dirigente da reunião. Foi escolhido o Pr. Edmir Almeida Cordeiro, da Nova Corumbá.



Na chegada da caravana Neotestamentária o almoço foi na casa do diácono David Almeida.


A irmã Ceila Varela secretariou o Encontro.

O Temário:
Missão.
Material para Pastores e para Missão.
Soluções para os assuntos tratados.
Comunicação entre Pastores.
 

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Chá da Amizade

Chá da Amizade, sábado, dia 09, na igreja neotestamentária da Vila Planalto, em Campo Grande - MS. Evento que é realizado todo segundo sábado de cada mês. O objetivo é a evangelização dos amigos e comunhão entre os irmãos.


 A coordenação ficou a cargo das irmãs Gláucia Torrezan e Rosangela Almeida.
As auxiliares foram  Rachel Torrezan e Camila Bascope.

A recepcionista foi a jovem irmã  Vivian Lobo Garcia. 



A Mensagem intitulada "Escolhas e Privilégios" foi ministrada pela irmã Vanda Borges (esquerda)
 Como o Chá é da Amizade os irmãos e amigos também tem seu momento juntos. Primeiro numa sala separados das mulheres para um devocional.
Depois todos participam do chá.
O missionário Isaias da Silva Almeida também foi um dos auxiliares. 

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Batismo na igreja da Vila Kellen - Campo Grande,MS

 No dia 10, domingo, as 19 horas e 30 minutos na Igreja Evangélica Neotestamentária da Vila Kellen , em Campo Grande, MS, foram batizados sete irmãos, sendo 2 adolescentes, tres jovens e um casal.
São eles: Leonardo da Silva Soares (12), Calebe Rees (13), Igor da Silva Soares (15), Thiago Pereira da Costa (18), Fernando de Lima Leal (19), Jorge Moraes dos Santos (71) e sua esposa Sebastiana Nogueira dos Santos (67).
 Muitos visitantes, amigos e familiares presentes
 Pr. Peter Daniel Rees Júnior, teve a alegria de batizar o seu filho Calebe Rees
O Pr. Nilmar Pereira deu a mensagem.

Calebe Rees dando seu testemunho.

 Leonardo da Silva Soares

Igor da Silva Soares

Thiago Pereira da Costa. 

Fernando de Lima Leal
Estes dois últimos jovens são resultado do trabalho de evangelismo com crianças do bairro Tijuca.
Eles frequentam a Vila Kellen desde pequenos.
Todos os domingos, o Pr. Nilmar Pereira ou outro irmão vai no bairro Tijuca buscar as crianças para escola dominical, de ônibus.  

Jorge Moraes dos Santos a mais de 8 anos ouve a palavra de Deus. Ele e sua esposa (abaixo) são resultado de um trabalho de evangelismo perseverante dos irmãos Délio e Marlene Costa, bem como dos pastores Nilmar e Peter.

Sebastiana Nogueira dos Santos.

Os 7 batizados com os pastores.

Délio Alves da Costa, o churrasqueiro oficial. 

Um belo jantar de comemoração.

O irmão Daniel Davi da Silva ajudando a cortar carne.

Irmãos e convidados.

Ítalo Bruno, sua sogra, esposa e filhos, exceto a do colo.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Exemplo X Seguir a Jesus.

Seguir a Jesus por livre e espontânea vontade é de responsabilidade de cada ser humano que tem consciência de sua necessidade. Desde os primeiros discípulos que Jesus chamou no início de Seu ministério nesta terra, eles foram chamados a segui-Lo a Seu serviço. Chamados e atraídos pelo Senhor. Não foram forçados a nada, nem foram convocados a irem abrindo caminho onde não havia. Foram chamados a acompanhar a Jesus que já seguia, como o próprio caminho. Por isto Ele pôde dizer em Jo. 14:6, “Eu sou o caminho”... Quando Ele viu os dois primeiros discípulos, Pedro e André, junto ao Mar da Galileia, enquanto eles lançavam suas redes, por serem eles pescadores; o chamado foi: “Vinde após mim”. Jesus estava chamando-os para Seu serviço; Eles foram após Ele. Eles já conheciam a Jesus, de nome, através de João Batista, agora estavam tendo a oportunidade de segui-Lo, sendo seus servos. Eles, espontaneamente o seguiram, aceitando ao convite de irem após Ele.  O mesmo aconteceu com os outros dois, Tiago e João, que estavam num barco consertando as redes. Jesus chamou-os. Estes também espontaneamente deixaram o barco, as redes, ao pai, e seguiram ao Senhor imediatamente. Mt. 4:18-22. Assim aconteceu com Filipe, Natanael, e aos demais; Mateus, o publicano que estava na coletoria fazendo o seu trabalho na cabana onde cobrava os impostos, quando foi chamado, simplesmente se levantou e foi. Deixou tudo para trás. Mt.9:9. Com todos os outros também foi assim. Marcos relata isto em Mc. 3:13, dizendo que Jesus chamou os doze para si e eles vieram a Ele. Isto é convocação, chamado, ou convite; como quiserem. A gente vê sempre casos em que pessoas são chamadas a alguma coisa, convidados, convocados para fazerem algo e, podem aceitar ou não.
Recentemente tivemos um caso de convocação para a Seleção Brasileira de Futebol pelo técnico Luis Felipe Escolar, o “Felipão”. Ele convocou o jogador Diego Costa para jogar a Copa do Mundo de 2014. Mas ele não quis. Preferiu ficar e jogar pela seleção da Espanha. Ele tem o direito de escolher, porque foi chamado, convocado, mas não obrigado. Ele entendeu que jogar pela seleção da Espanha é melhor para ele e escolheu não aceitar ao convite do Luis Felipe Scolari.
Da mesma forma, alguns não valorizaram ou não entenderam o significado de ser um seguidor, um discípulo do Senhor, e rejeitaram ao chamado para segui-Lo; mas tiveram suas chances. Como por exemplo, o jovem rico que pensou que enganaria ao Senhor e dissimuladamente chegou chamando-o de mestre, fingindo ser “o seguidor” inveterado. Jesus que conhece todas as coisas, já sabia o que se passava no seu coração e disse-lhe, “se queres ser perfeito”, em outras palavras: não é isto que estou pedindo, a salvação é pela graça e misericórdia de Deus, mediante o sacrifício que eu farei; ninguém é perfeito, Os discípulos não são perfeitos, mas já que queres ser perfeito, pelo que você está me dizendo, “Vai vende tudo o que tens e dá aos pobres e terás um tesouro nos céu; e vem, e segue-me”. Mt. 19:21. Mas ele ao invés de segui-lo, retirou-se triste, por causa dos muitos bens que possuía. Esse homem não tinha nenhuma convicção. Só tinha um bom papo, uma grande lábia. Mas, esperteza, artimanha, lábia, pra cima do Senhor não resolve, porque Ele conhece todas as coisas, inclusive os nossos pensamentos.
O chamado é para segui-Lo e se dispor ao Seu serviço, especificamente. Jesus explica para os primeiros dois discípulos, que eram pescadores, que faria deles pescadores de homens. Eles sabiam que o serviço ia ser outro. Eles mudariam de profissão; e aceitaram. Jesus sabe a quem chamar para segui-Lo. Quero que entendam que não se trata de chamar para a salvação; a salvação é pela graça e por meio da fé. Esse chamado é para Seu serviço; mas vale lembrar que todos os salvos são chamados a servi-Lo; a menos que seja um tetraplégico ou quem não tenha tempo, como foi no caso do malfeitor da cruz que morreu junto com o Senhor. Só com nossa voz, podemos servir ao Senhor; falando, “proclamando as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz”, 1 Pe. 2:9b, ou através do louvor. E mesmo que a pessoa não fale, ele pode orar em espírito, porque Deus ouve.
Jesus que chama a todos para a salvação te chama agora. Pode ser que Ele esteja te chamando para uma obra específica. Mas se este não for o caso, ele está e estará sempre te chamando para a salvação que Ele providenciou por meio do Seu sacrifício na cruz. Mas, ao mesmo tempo você tem o direito de aceitar ou não ao Seu chamado. O chamado Dele para a salvação também é: “Segue-me”! Você vai ouvir ao chamado e aceitar ao convite? Não depende de Jesus, porque Ele já fez a parte que Lhe cabia. Segui-lo é com você! Deus não faz o que nós podemos fazer.
Grande abraço!