sábado, 18 de fevereiro de 2017

Batismo de Elias Vicente


O jovem Elias Vicente da Silva Junior (23/ 04/98), aceitou Jesus no dia 26/04/2009.
Sempre adiou o batismo, mas a Bíblia diz que todas as coisas colaboram para o bem daqueles que amam a Deus, pois quando se viu diante de um   problema sério de saúde, pediu pra batizar. Quando o interroguei sobre a demora de pedir o batismo, me disse que achava que fazia as coisas erradas. Então esclareci que a gente vai do jeito que está.

Passou pelas águas do batismo no dia 29/01/2017. O
Presbítero Itamar Soares de Lima dirigiu a reunião a beira do lago em Nova Olímpia,MT, e o presbítero Sebastião Mariberto  o batizou.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A missão de Igreja

A missão de Igreja
Izaias Resplandes

A igreja é o nome do local de reunião de um grupo de pessoas e também é o nome desse grupo de pessoas que se reúnem em um local para alcançar objetivos diversos, tais como: reencontrar, reunir, conviver, aprender e reaprender a cultuar.
Não é bom que o homem esteja só. Gênesis 2:18.
O homem não é uma ilha. Não é da sua natureza o viver sozinho. O homem pode ser definido como um ser social. E é dessa forma que nós o encontramos na superfície da Terra, sempre procurando estar junto de outras pessoas, como por exemplo, em casa, na igreja, na escola, no clube...
Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca. Salmos 68:6.
Exemplifico. Pelo sangue, faço parte das famílias Resplandes e Sousa; como professor, faço parte das famílias César Albisetti e Juracy Macêdo (as escolas onde trabalho); como cristão, faço parte da família Cristã (genericamente falando) e da família Neotestamentária (de forma mais específica); como escritor, faço parte da família Upenina (da UPE – União Poxorense de Escritores) e assim por diante. Nós fazemos parte de muitas famílias.
Os estudiosos dizem que a palavra IGREJA vem do latim ecclésia ou do grego ekklésía. É assim no dicionário de Antônio Houaiss: pelo grego ekklésia, significa as "assembleias por convocação, assembleias do povo ou dos guerreiros, assembleias de fiéis, lugar de reunião ou de uma assembleia, igreja", pelo latim ecclésìa significa "assembleia, reunião, ajuntamento dos primeiros cristãos, a comunhão cristã, igreja, templo”.
É de observar, portanto, que ao falarmos em IGREJA, estamos falando em
uma reunião de pessoas para algum objetivo. RE-UNIÃO é unir de novo aquilo que estava disperso, separado, espalhado. Jesus disse a Pedro: “... edificarei a minha igreja...” Mt 16:18.
O profeta Isaías disse: Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho. Is 53:6.
Em uma de suas falas, Jesus disse: Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Mateus 23:37.
A missão de Jesus foi a de ajuntar novamente o povo de Deus que se dispersou pelos quatros cantos da Terra. Sua missão foi a de formar novamente a Assembleia de Deus, a Igreja de Deus.
A igreja de Jesus é uma reunião de pessoas que tem desejo e sede de Deus.
A igreja é a família cristã dispersa que se reencontra outra vez. Nessa reunião desenvolve e exercita a sua fé, a sua crença e a sua esperança; busca conhecer a Bíblia, a Palavra de Deus, para reestruturar o seu modo de vida, tanto para o período da existência terrena, quanto para o período da existência espiritual.
A igreja considera a Bíblia como a Palavra inspirada de Deus.
Segundo o apóstolo Paulo: Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça. 2 Timóteo 3:16.
Segundo Jesus Cristo, as Escrituras dão testemunho dele. Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam. João 5:39.
Desse modo, observamos que Jesus, como o disse, veio buscar e salvar o que se havia perdido. Lucas 19:10.
Na condição de perdidos, era como se estivéssemos mortos, quando então ele nos fez viver de novo, como diz o apóstolo Paulo: E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Efésios 2:1-7.
Jesus veio nos edificar igreja para que pudéssemos viver outra vez, para que pudéssemos abandonar os caminhos da morte em que estávamos perdidos.
Meus queridos, Paulo diz que nós estávamos mortos porque andávamos segundo o curso deste mundo; segundo Satanás, o príncipe da potestade do ar; segundo o espírito que atua nos filhos da desobediência. Nós estávamos totalmente dominados pelo maligno. E foi de suas mãos que Jesus veio nos libertar de uma vez por todas, porque “se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8:36.
A igreja foi formada de pessoas libertas com o compromisso de prosseguir na missão de libertar os demais. A igreja existe para promover a liberdade das almas oprimidas e enganadas pelo príncipe desse mundo, que sempre foi ladrão e homicida das almas de Deus. Isso foi o que Jesus disse às pessoas que se diziam filhas de Deus, mas que não davam ouvidos à sua mensagem, à mensagem do Deus Filho, o enviado de Deus Pai. Essas são suas palavras: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou. Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra. Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:42-44.
O mundo da mentira não é o mundo de Deus. É o mundo de Satanás. O reino de Deus é reino da verdade. Jesus disse: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6.
Jesus deixou bem claro em suas mensagens: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui. João 18:36.
A igreja foi formada para nos levar para o Reino de Deus. A nossa natureza terrena luta contra a vontade de Deus e tenta nos prender aqui. A todo o momento nós somos seduzidos por grandes tentações. Os inimigos de Deus nos oferecem poder, glória, riqueza e tudo aquilo que aos nossos olhos parecem frutos apetitosos e agradáveis. Foi assim que Satanás enganou Eva, levando-a a comer do fruto proibido por Deus. Não é por acaso que o apóstolo Paulo escrevendo aos coríntios diz: Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. 2 Coríntios 11:3.
A igreja que Jesus está edificando tem o objetivo de afastar de nós essa ambição desenfreada, essa sede de poder sem limites que nos faz corromper a ordem, os bons costumes e tudo o que vale a pena.
Meus queridos, se a nossa situação já não é boa, imaginem como será a situação de nossos filhos nesse mundo onde os valores são desvirtuados, onde a ordem estabelecida por Deus é discutida como se fosse qualquer coisa de somenos importância. Eu fico pensando naquela visão panorâmica do profeta ao olhar para a superfície da Terra: Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. Porque as vossas mãos estão contaminadas de sangue, e os vossos dedos de iniquidade; os vossos lábios falam falsidade, a vossa língua pronuncia perversidade. Ninguém há que clame pela justiça, nem ninguém que compareça em juízo pela verdade; confiam na vaidade, e falam mentiras; concebem o mal, e dão à luz a iniquidade. Chocam ovos de basilisco, e tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles, morrerá; e, quebrando-os, sairá uma víbora. As suas teias não prestam para vestes nem se poderão cobrir com as suas obras; as suas obras são obras de iniquidade, e obra de violência há nas suas mãos. Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramarem o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas. Não conhecem o caminho da paz, nem há justiça nos seus passos; fizeram para si veredas tortuosas; todo aquele que anda por elas não tem conhecimento da paz. Isaías 59:1-8.
Nós vivemos o mundo da visão profética, onde o mal prolifera. Nós choramos pelos nossos filhos envolvidos com a criminalidade, com vícios de toda espécie, com drogas cada vez mais violentas. Muitos de nós não conhecemos mais os nossos filhos. Como professor, convivo com essa situação de desespero de muitos pais que vão à escola pedir a nossa ajuda, porque já não sabem mais o que fazer.
E o que vamos dizer a eles: que não há solução? De modo algum. A igreja está sendo edificada para promover a libertação do cativo, do oprimido, do perdido. Jesus disse: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes. Eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento. Mateus 9:12,13.
Nós temos a responsabilidade de igreja. Nós somos a igreja. É nosso dever cumprir todos os dias a missão de igreja.
Às vezes nós pensamos que a igreja é uma grande comunidade. E pode ser assim, mas nem sempre é assim. A igreja, como já dissemos é uma reunião de pessoas. Uma pessoa sozinha não seria uma igreja, mas uma mais uma, sim. Uma reunião se dá com o ajuntamento de duas ou mais pessoas. Jesus disse: onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Mateus 18:20.
Quero dizer aos queridos, que já faz um bom tempo que eu me reúno três vezes por semana com a minha família para fazermos os ofícios da igreja: oramos, celebramos a Ceia do Senhor,  estudamos e ministramos a Palavra de Deus. Na maior parte das vezes, somos seis pessoas; às vezes somos sete ou oito, poucas vezes mais que isso. Muitos diriam: para que isso? Por que não param com isso? Que igreja é essa? E eu respondo com toda a tranquilidade: não paramos porque essa é a igreja de Cristo e aqui nós fazemos o que ele mandou que fizéssemos: ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. Mateus 28:19, 20.

E digo mais: quando começamos nosso trabalho há vinte e três anos, meu filho mais velho tinha oito anos e o meu mais novo, três anos. Ao longo de todo esse tempo, muitas vezes já dissemos junto com Josué, servo de Deus, àqueles que ouviram nossas pregações: Se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24:15.
Meus queridos, eu dou graças a Deus por ter me dado o espírito de Cristo, porque tenho fé que haveremos de entregar toda a nossa família aos seus pés, salvos desse mundo de trevas, salvos desse mundo de drogas e de tantos outros vícios e, por fim, salvos da perdição eterna.
Graças a Deus, até aqui estamos indo bem e podemos dizer com o profeta Samuel: Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12.
Que o Senhor também possa ajudar você nessa missão de igreja. Não deixe de se reunir com sua família para orar e estudar a Palavra de Deus e, principalmente, não deixe de ser exemplo para seus familiares, esforçando para fazer o seu melhor no cumprimento da Palavra de Deus. É como disse Jesus: Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes. João 13:17.
Se você não puder se reunir com outras famílias, reúna com a sua. A sua primeira missão de igreja é com a sua família. O apóstolo Paulo diz a esse respeito, o seguinte: Se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. 1 Timóteo 5:8.
Que Deus te abençoe, meu querido, para que você possa ser um instrumento de salvação para muitas almas perdidas nesse mundo. Mas, se por um motivo ou outro, não for possível salvar a muitos, que você consiga chegar diante de Jesus pelo menos com a sua família, com a sua esposa e com os seus descendentes, para que você e eles possam receber aquele brado gostoso de Nosso Senhor: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Mateus 25:34.
Amém e amém!

domingo, 29 de janeiro de 2017

A vida em família

A vida em família

Izaias Resplandes

Izaias Resplandes e Maria de Lourdes Resplandes

A Palavra de Deus diz nos Salmos 68:6 que o projeto do Criador para o viver humano é a família. É assim o texto sagrado: Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca. Salmos 68:6.

A família é o modo ideal, adequado e perfeito para que o homem viva, tanto na Terra quanto no Céu. Isso decorre da própria avaliação divina sobre a vida quotidiana do homem, feita logo após a criação de Adão. Assim disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gênesis 2:18.

É possível viver sozinho? Sim! Mas não é o ideal. Na vida coletiva, um protege e ajuda o outro, fortalecendo-se mutuamente. É muito interessante a sabedoria do Pregador, quando disserta a esse respeito e diz: Há um que é só, e não tem ninguém, nem tampouco filho nem irmão; e contudo não cessa do seu trabalho, e também seus olhos não se satisfazem com riqueza; nem diz: Para quem trabalho eu, privando a minha alma do bem? Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará? E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa. Eclesiastes 4:8-12.

Já por essas citações que destacamos, fica evidente a importância que a Palavra de Deus atribui para o viver em família, bem como os prejuízos que poderão advir para aqueles que optarem por viver sozinhos e isolados de tudo e de todos.

No projeto de Deus, os homens devem formar apenas um corpo que seja comandado espiritualmente pelo Senhor Jesus Cristo, o Deus Filho Unigênito.

Destacamos os seguintes textos em apoio a essa ideia: 

Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. Gálatas 3:28.

Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. Romanos 12:5.

Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. 1 Coríntios 12:27.

É de saber que há muitos que não entendem a importância desse viver de mãos dadas, entendendo que cada qual deva cuidar de si mesmo. Caim e seus seguidores são daqueles que pensam dessa forma. Assim disse Caim a Deus quando este o perguntou sobre seu irmão: Não sei; sou eu guardador do meu irmão? Gênesis 4:9.

Mas quem foi Caim? A Bíblia diz que Caim foi aquele que matou seu irmão por despeito, pelo simples fato de que Deus se agradou mais da oferta dele do que da sua. 

E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor. E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Gênesis 4:3-5.

Diz a Bíblia que “Caim era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas”. 1 João 3:12. 

Nesse ponto, gostaria de destacar duas tendências dos homens: estar de acordo com o plano de Deus e sua Palavra ou estar contra Ele e o que diz a Bíblia.

O texto sagrada fala em Deus e no Maligno; no Cristo e no Anticristo; no Céu e no Inferno. 

Por um lado vem Deus dizendo em sua Palavra que devemos ser uns pelos outros.

Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Tiago 5:16.

Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Gálatas 5:13.

Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; Hebreus 3:13.

Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 1 Pedro 1:22.

Mas por outro lado existem aqueles que pensam o contrário. São os discípulos de Caim, que foi discípulo do Maligno e cujas obras eram más. 

Nós devemos ser uns pelos outros. É isso que Deus deseja de nós. É imbuído desse mister que muitos estão espalhados pelo mundo, levando a mensagem da salvação, como também fez João Batista durante o seu ministério. E ele dizia à multidão que o interrogava: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira. E chegaram também uns publicanos, para serem batizados, e disseram-lhe: Mestre, que devemos fazer? E ele lhes disse: Não peçais mais do que o que vos está ordenado. E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo. Lucas 3:11-14.

Enquanto pensarmos apenas em nós mesmos, não estamos agindo no Espírito de Cristo. Não nos esqueçamos de que o segundo grande mandamento é para que amemos ao nosso próximo como a nós mesmos. 

Como podemos amar sem nos preocupar, sem nos dispor para ajudar, sem incomodar, sem envolver? Devemos ser imitadores de Cristo e seguirmos os exemplos de vida deixados por Ele. Adotando esse modo de vida, nós estaremos sendo discípulos e seguidores de Jesus. Do contrário, o contrário.

Assim observa o apóstolo Paulo: Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. Romanos 8:9.

E essa é a mensagem que temos. Que cada um de nós se disponha para fazer ao seu próximo aquilo que estiver ao seu alcance, com zelo e qualidade, não sendo um explorador, mas sendo justo. E se alguém ainda tem dúvida, quero dizer: sim, nós somos guardadores de nossos irmãos. Que Deus nos abençoe!

Poxoréu, MT, 29/01/2017.
Izaias Resplandes.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Bodas de Pinho

Bodas de Pinho


Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do Senhor. Provérbios 18:22.

Trinta e dois anos atrás.

Dezenove de janeiro de 1985.

Naquele dia nós demos o passo da coragem. Havíamos resolvido ficar juntos por todo o tempo que vivêssemos. Selaríamos com nosso casamento o fim de nossas crises de desentendimento, de inconformismo, de intolerância, de enfado, de incompreensão e qualquer outra que pudéssemos ter vivido, mesmo tendo, ou não as tendo vividos. Fosse o que fosse que tivesse sido até ali, acabaria ali: no altar, na troca das alianças, no “sim”, na declaração “o que Deus uniu, não separe o homem”.

O que passou, passou! O que interessava para nós, naquele momento, era a nova vida que nós estávamos decididos a construir juntos.

Não tínhamos uma casa própria. Ela estava desempregada e eu estava trabalhando com meu pai. Eu ganhava um salário mínimo de seiscentos mil cruzeiros por mês, livre de despesas. Iríamos morar em um barracão que ficava nos fundos da casa de meu pai. Uma suíte e outro cômodo para tudo o mais. Tudo já estava mobiliado. Só faltavam nós dois para que se transformasse em nosso lar.

Ali naquele barracão nós tivemos momentos muito felizes. Sonhamos nossos projetos, cantamos nossas alegrias... “Voa! Voa, pardalzinho! Venha para o nosso ninho! Voa!” – escrevi naquele tempo, em uma canção que compus.  Foi um bom tempo, ainda que curto tempo. Ali foi nossa primeira casa. Hoje já estamos contando com sete mudanças nos lombos. Depois do barracão de meu pai, mudamos para a casa de minha mãe, depois para a casa da Socorro (nossa madrinha de casamento). Então construímos nossa primeira casa. Em Poxoréu. Aí nós a vendemos e mudamos para uma casa de aluguel. Depois nós recompramos a casa que havíamos construído e voltamos para lá. Então nós a vendemos de novo e fomos outra vez para a casa da mamãe. E aí construímos nossa segunda casa. E em 1995, com dez anos de casados fizemos nossa sétima mudança. E que seja a última, embora já tenhamos falado em muitas mudanças outras...

Já fizemos muitos planos de moradia. Aliás, eu, porque ela só escutava e quase não comentava sobre aqueles planos.

E eu dizia: Ah, quando eu me aposentar, nós vamos voltar para Goiânia! Tempos depois: Eu gostaria de morar na beira de um rio de águas cristalinas, sossegado... Mas com todo o conforto da modernidade: internet, telefone, tv por assinatura... E mais depois: Hum, acho que eu gostaria de viver em um sítio, numa fazenda. Aí mudei os planos: Não! Eu sou um caro urbano. Acho que quando eu me aposentar nós vamos é andar de cidade em cidade! Três meses em uma cidade, três meses noutra. E assim vamos conhecendo o mundo e nos divertindo. Por fim: sabe de uma coisa, acho que é melhor nós ficarmos em Poxoréu, mesmo.

E até hoje estamos em Poxoréu, parados na sétima mudança, graças a Deus!

Mas o tempo foi passando. Inexoravelmente! E muitas coisas passam quando o tempo passa... Como por exemplo, muitas das coisas que todos acham que provam que duas pessoas se amam. Nós também tivemos dessas coisas e elas também passaram com o passar do tempo. Mas nós não deixamos de nos amar por causa disso.

Acredito que, com um pouco de esforço, eu conseguiria me lembrar de alguma coisa que passou e que ficou em cada um dos anos do filme de nossa existência conjugal. Eu acho conseguiria me lembrar de coisas boas e de coisas ruins. Vamos ver... Hum! Ah, acho que é melhor deixar isso de mão.

Lembrar-se das coisas ruins, que nos trouxeram alguma forma de sofrimento é sofrer outra vez. E quem é que vai ser maluco de querer bis no sofrimento! Deixa isso de mão. Ah, mas tem as coisas boas. Essas valem a pena se lembrar, não é verdade? Hum! Será? Só concordo, se forem aquelas coisas boas que nunca se passaram. Essas, sim! Elas são as únicas lembranças que valem a pena lembrar de novo.

O que passou, passou! Lembrar-se do passado, não vai torná-lo presente. Só devemos lembrar daquilo que for absolutamente necessário para o nosso presente e para melhorarmos ainda mais o nosso futuro.

Quando me ponho a lembrar daqueles tempos, quase sempre sofro outra vez, porque a gente tem a tendência de só ficar se lembrando das coisas ruins. A gente pergunta para o outro: você se lembra do que você me disse naquele dia tal e tal? Sabe de uma coisa: para esse tipo de pergunta, quase sempre a minha resposta é não! Mas, noutras vezes, eu pergunto se foi uma coisa boa e se vai fazer bem para nós nos lembrarmos dela. Se sim, vamos nos lembrar! Se não, deixa para lá!

Eu aprendi em uma história que gosto muito e que vivo repetindo, que “as coisas ruins devem ser gravadas na areia, para que tão rápido quanto elas possam ser apagadas pelo vento, elas também possam ser apagadas de nossas lembranças”. Já “as coisas boas devem ser gravadas na rocha, para que nunca sejam esquecidas”.

Nesses trinta e dois, muita coisa passou. A maioria veio, ficou por um tempo e depois se foi. Mas muitas outras que já existiam entre nós, antes de dezenove de janeiro de 1985, ainda continuam existindo, como o nosso amor, a nossa amizade e a nossa atração um pelo outro. E também algumas outras que vieram depois, não se foram de novo e ficaram conosco. E hoje aquelas e essas, com mais três filhos, uma nova e dois netos fundamentam nossas bodas de pinho.

Nós somente demos o passo da coragem em dezenove de janeiro de 1985, depois de compreendermos que, apesar de não termos um alicerce material para vivermos a nossa vida a dois, nós nos amávamos e acreditávamos que nosso amor seria suficiente para nos ajudar a construir os alicerces, as paredes, a cobertura, o acabamento e o preenchimento de nossa casa conjugal.

Nós passamos momentos muito difíceis, mas nós superamos todos eles. Naquele tempo nós tínhamos o amor e a esperança de que conseguiríamos. E nove anos depois, em 1994, nós tivemos um maravilhoso encontro pessoal com Cristo Jesus. E a partir dali, com o incremento da fé, nós temos nos fortalecido em todos os sentidos.

Minha esposa é a pessoa mais linda que eu conheço. É a mais generosa e compreensiva de todas as mulheres do mundo. Não existe nenhuma pessoa que seja tão talentosa quanto ela. Ela é uma mulher incomparável. Sou o homem mais feliz do mundo por tê-la conhecido um dia. Ela é o meu tesouro! “Como sempre disse, ela é a esmeralda mais preciosa que Goiás já produziu e que me deu por esposa”. E repito mais: “o meu amor por é você, minha esposa, um sol brilhante, que no eterno horizonte, sempre sai”.

Parabéns por essas bodas de pinho, meu tesouro! Que nossos anos de convivência feliz e harmônica sejam para sempre, porque não tenho dúvidas de que “por toda a minha vida vou te amar” e de igual forma também creio que assim sou e serei amado por você.

Izaias Resplandes

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017


No último domingo, 15 de janeiro de 2017 tivemos o privilégio de presenciar a reconciliação com o Senhor do casal Raimundo Pereira da Silva e Lenir Pereira Rodrigues, que depois de muitos anos afastados se decidiram pela reconciliação. No último 25 de dezembro eles deram uma novilha para a igreja lá mesmo em seu sítio que fica 40 km aproximadamente de Rondonópolis e toda a igreja teve o prazer de compartilhar dessa dádiva maravilhosa. 
Foi todo o dia de comunhão,  com "pescaria" intensa da gurizada terminando com um culto de evangelização, aproveitando as visitas de alguns vizinhos e parentes da redondeza. 
 


 




















No final da festa o Raimundo avisou que ia começar a cevar outra novilha, que, inclusive já estava separada para o próximo natal.  
Deus abençoe ricamente a vida deste casal maravilhoso! 
Oremos por eles!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Relatório Missionário Dezembro 2017


Barreirinha 27 de dezembro de 2016
BARREIRINHA
Damos graças ao Senhor, por ter nos fortalecido e dispensado sempre a sua graça para conosco. E que esta mesma graça esteja sobre todos vós.
Do mês outubro a dezembro houve três conversões e três batismos  aqui na congregação Neotestamentária de Barreirinha.
 



URUCURITUBA
O problema no motor era bomba de injeção eletrônica queimada; para trocar, era  necessário R$ 2.200,00. Graças a Deus, e à divulgação da necessidade, pelo missionário Isaías aos irmãos, obtive os recursos financeiros necessários para adquirí-la. Recebi três ofertas; uma de um irmão da Igreja de Cuiabá, outra da Igreja de Manaus, bairro Jorge Teixeira e outra de um irmão da Igreja de Rondonópoles-MT.
 

   PARINTINS

Na congregação do bairro de Palmares
tivemos as mesmas atividades que mencionei 
na congregação anterior e assim como nas
 congregações restantes.


 


MANAUS

E finalmente na Igreja do Bairro Jorge Teixeira.

Aproveitamos o ensejo, para agradecer a todos os irmãos que têm orado por nós e contribuído financeiramente para o nosso sustento. Agradecemos também ao presidente da UMNT que não tem medido esforço, para fazer  toda a articulação necessária para o bom andamento do trabalho missionário. Eu não tenho dúvida nenhuma que, Deus dará a paga a cada um.
Comunicamos aos irmãos a nossa mudança de Barreirinha para o Município de Urucurituba-AM, no dia 25 de janeiro de 2017, se Deus quiser. Queremos contar com o apoio de todos para mais esse desafio que abraçamos com muito amor de, continuarmos o trabalho missionário nessa região do médio Amazonas.
Que a graça de Deus seja abundante sobre todos.
Cordialmente em Cristo,
Missionários Joab e Carla.