domingo, 20 de novembro de 2016

Socorro!


Os cânticos de romagem também chamados salmos dos degraus, eram canções que foram usadas no período pós-exílico, isto é, depois da libertação do povo judeu do império da Babilônia. Esse povo peregrino ia em direção as chamadas festas cultuais no templo em Jerusalém, para fazer as costumeiras celebrações.
Haviam três das celebrações ou comemorações especiais em que muita gente vinha para adorar. A saber, a da páscoa, em que comemoravam a saída do povo de Israel da servidão do Egito a da colheita, festa que era comemorada cinquenta dias após a páscoa, que também era chamada de pentecostes ou festa das semanas, e a festa dos tabernáculos, que lembrava o tempo em que os seus antepassados haviam morado em barracas na grande viagem deserto afora em direção a Terra Prometida. Estas eram três das festas de peregrinação que aliás, consta nos mandamentos. Cada israelita devia subir a Jerusalém para ser visto ou para ver Deus no templo.
Então o povo ia cantando salmos de adoração a Deus: Elevo meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez o Céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita nem dorme o guarda de Israel. Sl. 121:1-4.
Os que confiam no Senhor são como o monte de Sião que não se abala, firme para sempre. Sl. 125:1. Quantas experiências aquele povo havia adquirido vivendo nos caminhos do Senhor! As palavras que eles falavam eram realmente de experiências vividas no dia a dia de cada um deles.
Socorro quer dizer ajuda, auxílio. Quem nunca precisou de ajuda? Ninguém pode achar que é tão forte, que está tão seguro que não necessite de socorro, ajuda, assistência. Infelizmente as pessoas não estão sabendo buscar o socorro de que tanto necessitam. Onde você está buscando o seu socorro? Em quem você está buscando ajuda? Quantas pessoas estão clamando por socorro nos lugares errados e às pessoas erradas, consequentemente não tem encontrado!
Em quem você tem confiado para te ajudar? Você confia nos políticos? Na polícia? Nas Leis? Você Confia na justiça? Ser lutador de artes marciais também não garante segurança. Você confia na cerca elétrica da sua casa? Não confiem! As câmaras espalhadas pelas ruas e avenidas, pelas rodovias te dão segurança?  Multidões de pessoas te garantem segurança? O que mais se vê nas câmeras das ruas são pessoas sendo assaltadas, espancadas e mortas, no meio das multidões e elas parecem alheias a tudo! A impressão que dá é de que não estão enxergando. Cada um com seu celular, com o fone no ouvido ouvindo suas músicas e vivendo cada um o seu mundo.
Então em quem confiar?  Não se pode confiar em coisas nem em ninguém. Nem mesmo em armas, por mais potente que sejam. O que mais se ouve é de policiais morrendo armados simplesmente não há justiça!
No livro do profeta Jeremias, no cap. 17:5 diz: “Assim diz o Senhor: maldito o homem que confia no homem, que faz da sua carne mortal seu braço e aparta o seu coração do Senhor”!
Somente em Deus você pode confiar cem por cento. Deus não te decepciona! Em Jr. 17:7 diz: “Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor”!
Tem na Bíblia uma história de uma mulher no velho testamento, no segundo livro de Reis, a  história da Sunamita.
 Esta mulher estava precisando de socorro urgente porque seu único filho que foi providenciado para ela pelo profeta Eliseu, que sempre dormia em sua casa, num quarto que ela havia feito exclusivamente para receber o profeta. Seu filho começou a sentir uma dor de cabeça e morreu. Essa mulher saiu desesperada atrás do profeta no Monte Carmelo. Ele seria a pessoa certa para socorrê-la. A Bíblia diz que Eliseu vendo aquela mulher se aproximar de onde eles estavam disse a Geazi seu servo, “olha lá a sunamita, vai ao seu encontro e pergunta se está tudo bem com ela, com o seu marido e com o seu filho”. Geazi foi e perguntou e ela continuou correndo, passando por ele respondeu: está tudo bem! E continuou correndo até onde estava o homem de Deus que viu o tamanho da amargura da sua alma. Eliseu mandou que ela voltasse o mais rápido, que Geazi ia com ela levando o bordão e tentaria despertar o menino que havia morrido. Mas a mulher não quis ir e disse ao profeta: Tão certo como vive o Senhor e vive a tua alma, eu não vou te deixar. Então Eliseu foi com ela e ressuscitou o menino e lha devolveu com vida são e salvo. 2 Rs. 4:8-37.
O lugar certo era o profeta; a pessoa certa era o homem de Deus. Aquela mulher estava buscando na fonte onde realmente conseguiria o socorro de que tanto precisava.
Jesus é a fonte do nosso socorro! Deus é o nosso socorro bem presente na Angústia, diz Sl 46:1.  No Sl. 40:1 que diz: Esperei confiantemente pelo Senhor: Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. E no versículo 4 parte a diz: Bem aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança...
Paulo disse no seu discurso ao Rei Agripa: “Mas alcançando socorro de Deus, permaneço até ao dia de hoje dando testemunho tanto a pequenos como a grandes”...

Peça o socorro de Deus, busque Nele, Ele é o socorro bem presente! Ele vai te ajudar; somente Ele pode te acudir em qualquer situação! Todos os dias, dependa Dele!            Amém!

2 comentários:

Joab Nogueira De Oliveira disse...

O que falas,falas com sabedoria,com verdade,isso me fortalece.Os grandes homens de Deus foram os que mais atravessaram desertos na vida.Abraço amado!

Ivon Pereira da Silva disse...

Que ensino maravilhoso para nossas vidas. Tirar um tempinho e meditar neste estudo, é como ir as águas fresca e matar a sede, sabendo que a fonte é limpa e não só sacia o corpo produzindo bem estar como também refrigera a alma.Gratificante as verdades aqui muito bem explanadas, que outros também deguste deste ensino.