quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Estou bem melhor!!!

Foi assim: Estamos com um pedreiro, o Luiz Alberto, que não conseguiu ajudante. Eu estava ajudando-o como servente de pedreiro na construção desse "oitão" na frente do salão. O telhado aí dentro é de telha de 6 mm, porém, velhas. Passei várias vezes com tijolos, massa, água, caminhando no telhado, procurando pisar na direção dos parafusos que é onde ficam as ripas. A todo momento estávamos cuidando para não colocar muito material sobre o telhado para não pesar demais, para não ficarmos dois na mesma telha, enfim. Mas, der repente, quando fui descer pela escada para buscar mais massa, despenquei de uma altura de aproximadamente tres metros e meio. Em dois segundos eu estava com as costas sobre o piso de cerâmica em baixo, sem fôlego e tentando gritar por socorro. Claro, o ruido foi alto e em seguida os vizinhos estavam la com a Elaine; foi quando  chamaram o SAMU e eu esperei deitado sobre os olhares de espanto de todos por uns quinze minutos com a cabeça em cima da massa e com uns ralados nos braços e muita queimação na coluna. Os vizinhos ja se prontificaram a cuidar das crianças enquanto a Elaine me acompanhava ao Hospital Cristo Redentor. Foi feito um X e minutos depois um médico chegou na sala e me disse: "Senhor Zigomar, o senhor quebrou a coluna em dois lugares". Que notícia horrível! Parece que o mundo estava se desabando sobre mim. MAs, umas duas horas depois, veio outro médico, me consultou e disse que não tinha certeza que havia realmente quebrado porque o RX não estava mostrando direito. Temos que fazer uma Radiografia computadorizada. Fiquei tomando medicação e a uma da manhã fui acordado com um médico jovem que me cumprimentou com um aperto de mãos e disse: Foi confirmado. A segunda e terceira vértebra se rompeu pelo lado externo. Elas amassaram, mas não vai precisar usar gesso, (que seria um colete), vou te liberar e passar uns medicamentos e de uns tres a cinco dias você vai sentir dores mas depois isso vai passar. Nada de trabalho nem pegar peso. Perguntei se podia dirigir e ele respondeu que sim, depois que parasse de doer. Se você não sentir dores, só não vá voltar a subir escada com peso nem pular, acrescentou. 
Agora estou em casa me recuperando, graças a Deus. Contando sempre com o apoio dos irmãos que tem ligado e orado.
Esse é o telhado.
Esse é o piso onde caí e essa é a massa que me serviu de travesseiro por quinze minutos.


Cheguei em Casa assim!
T
E assim, no meio da escuridão...

Saí do hospital dessa maneira a uma da manhã para pegar táxi! Será que iria conseguir? Ou será que iam pensar que se tratava de um fantasma? Mas o próprio hospital chamou um que me trouxe até em casa. Só fiquei com a responsabilidade de devolver o lençol e a camisolinha. Vou tomar os remédios anti-inflamatórios,  os analgésicos e repousar por uns dias. Se Deus permitir, irei ao retiro, se não der certo iremos em uma próxima oportunidade! Estive orando com os irmãos que sei que oraram e velaram por mim nessas horas de dificuldades. Estou bem, graças a Deus e ao apoio dos irmãos. Deus é nosso baluarte e refúgio seguro, quando fazemos Dele a nossa morada. Os anjos do Senhor recebem a ordem de Deus para nos guardar em todos os nossos caminhos. Senti bem isso. 
Grande abraço a todos!

10 comentários:

Isa2 e Rô disse...

É um fantasma? não é um homem! quem será? é o Zigo que voltou do Hospital!
ah! que bom que você esta melhor... Que Deus continue com você, mesmo na queda Ele estava lá.
isa2

Andreia =] disse...

Só você mesmo, Zigo, para ainda fazer brincadeiras diante de um susto destes!

Louvo ao Senhor pela disposição que tem te concedido, e também por guardar você, e toda sua casa! Continuando a brincadeira, isto é o que chamo de um testemunho de impacto! ^^

Meu irmão, conte com nossas orações, viu! Que a graça e a misericórdia do Senhor nosso Deus, em Cristo Jesus, sejam abundantemente multiplicadas sobre sua vida, casa, e a obra aí no sul. :)

Um fraterno abraço!

da irmã Andreia
Planalto - Campo Grande

Rosangela Lins Almeida disse...

Esse "modelito" está um sucesso Zigo, hahahah.Que susto meu irmão! E que maneira delicada de anunciar o que aconteceu: "Você quebrou a coluna em duas partes"...misericórdia...ninguém merece né Zigo.
Cuide-se por favor.Não seja teimoso (coisa difícil para os homens)mas confio em você... faça o repouso necessário. Use a sua prudência e sensatez. Por favor, por mais que vc queira vir, primeiro recupere-se bem. É melhor cuidar agora do que ter sequelas posteriores por teimosia. Descanse no Senhor. Amamos você. Continuaremos orando.

Zigomar disse...

Fique tranquila irmã Rosangela, farei o que for necessário para me recuperar o mais rápido possível e está nas mãos de Deus o fato de eu poder ir ou não ao retiro. Só irei mesmo se estiver bem.
Grande abraço e obrigado pelos conselhos.

Prof. Izaias Resplandes disse...

Zigo, Zigo... Estou feliz pela boa nova de que você não partiu a coluna em duas partes e que já não está mais no hospital e que não é um fantasma... E principalmente porque está vivo, de bom humor e nas mãos do Senhor. Só agora fiquei sabendo, só agora li as mensagens, mas também estaremos orando pela sua recuperação. Que Deus tenha misericórida de ti, que repouse suas mãos sobre ti, que te livre das dores, da infecção, da impaciência, da canseir de ter que repousar... Que Deus seja generoso em amor com você e restaure sua coluna e seu corpo... Isso é que pedimos. Mas, apesar dos nossos desejos, nos rendemos à vontade do Senhor e se Ele tiver outros propósitos para você, que assim seja. Nesse caso, que Ele reforce em seu coração a disposição de viver contente em qualquer situação.
Abraços poxoreanos.

Zigomar disse...

Valeu meu amado irmão Izaías, pelas palavras de consolo, pelas orações e pelos sentimentos que tens com respeito a minha saúde. Graças a Deus estou me recuperando bem. Que tudo isso redunde em louvor e glória para nosso bom Deus.
Abraço grande pra você e família.

Peter Daniel Rees Jr disse...

Zigomar, conta esta história direito... Voce teve alta hospitalar à 01h da manhã, saiu com o lençol e a roupa do hospital, tomou um taxi e foi prá casa? Tá parecendo que voce fugiu do hospital, rsrsrs.
De qualquer forma, agrdecemos ao Senhor por Seu cuidado e fidelidade com o seu servo.

mildre paulo pelizer disse...

Querido irmão..agora que li o blog, e fiquei sabendo..como se sente no momento? O Senhor está no comando de todas as coisas,,Ele ,tem seus propositos, que no momento ,ñ entendemos. Espero e estou orando para que Ele permita estarmos juntos ali no retiro, para abraçarmos e matarmos as saudades. Abraço na Elaine e filhos...e até breve.

Zigomar disse...

Queridíssima irmã Andreia! Obrigado por suas orações! Parece que eu via em espírito cada irmão que orava por mim e pela minha família. Ainda mais que era quarta feira, dia de culto de oração! Quando estava só e isolado em lugar numa sala do Hospital, eu orei e sentia que estava protegido e pedi que Deus, somente Ele fosse glorificado em tudo isso. E, pela Sua graça e infinita misericórdia, tudo o impacto da notícia, as dores e os sentimentos foram amenizando.
Grande abraço pra você e que Deus abençoe toda a tua vida.
Irmão Peter, parece mesmo que fugi! Imaginei que alguém fosse comentar isso. É que a Elaine com duas crianças em casa, sem um numero de táxi e muito cansada, a uma da manhã não tinha como levar minhas roupas no hospital! Fazer o que né? A pressa de ir pra casa era tanta que eu gritei pra enfermeira: "se você me emprestar o lençol eu vou embrulhado nele". - Sério? você iria? Pode ir depois você me devolve! Então Eu saí assim mesmo! Depois de tudo, isso era de menos!
Grande abraço pra você e família e obrigado pelo apoio nas orações também!

Zigomar disse...

Abraços dona Mildred e obrigado pelas orações! Seu Deus permitir, nos encontraremos no retiro sim!