sexta-feira, 29 de março de 2013

FALECEU EM CORUMBÁ

Faleceu na madrugada de hoje, vítima de um enfarte, na cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, aos 84 anos de idade,  a irmã Maria Stella da Silva Campos, viúva do Pr. Paulo Campos, da igreja neotestamentária da rua Frei Mariano. Ela nasceu no Quixadá - Ceará, dia 20 de outubro de 1.928. O casal Stella e Paulo Campos  quase completou  63 anos de casados, pois 17 dias antes dessa data o nosso querido presbítero foi para a morada celeste. Ela foi mãe de 9 filhos biológicos, são eles: Leda (+), Zenaide, Sonia, Noemi, Victor Paulo, Roseli, Marcos, Eliseu e Neuzaline e ainda criou mais duas meninas: Maria do Carmo (+) e Rosangela. Tiveram 19 netos e 14 bisnetos.
Algumas características eram marcantes na irmã Stella: fidelidade ao Senhor, hospitalidade, assiduidade aos cultos (não gostava de perder as reuniões), alegria (estava sempre com  um sorriso nos lábios) e elegância. Tinha sempre uma palavra amável para cada irmão. Nunca achava nada nem ninguém feio. Todas as pessoas eram lindas aos seus olhos. Nas reuniões de senhoras, mesmo no lugar mais humilde ou carente, ela se encantava com algo e elogiava a dona da casa. Cumpria-se nela o que diz a Palavra em Mateus 6:22:   "A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso". Era assim a nossa querida tia Stella: LUMINOSA. Mulher determinada, valente e sábia. Soube criar seus filhos no caminho do Senhor e zelar pelo crescimento e desenvolvimento de cada um deles. Ainda depois de casados, ela não descansava, sempre os aconselhava, advertia dos perigos e os incentivava.
Ela morava com Marcos, o filho solteiro. Segundo este, todos os dias os dois faziam o culto doméstico juntos e ela mesma gostava de ler as passagens. Na ceia, ela ainda participava lendo trechos da Palavra de Deus.Esse ano, ela participou do Retiro de famílias em Corumbá.
Como legado espiritual deixou dois filhos pastores (Eliseu e Victor Paulo) e uma neta missionária (Viviany). Sua filha, Leda Ferreira (+), a primogênita, foi organista da igreja, bem como  a outra filha Roseli Vesenick também é organista. Ambas se casaram com  os presbíteros Edson Ferreira (+) e Delcio Luiz Vesenick, respectivamente.
Partiu tia Stella, fica para nós seu exemplo e a saudade do seu sorriso.
                                                         Pr. Paulo e sua esposa Stella Campos




                                         Diácono David Luiz de Almeida e sua tia Stella Campos

                           A irmã Stella, entre as filhas Noemi e Sonia (da esquerda para a direita).
Irmã Stella entre seus filhos Zenaide, Marcos e Eliseu, sua nora Jacqueline e os filhos destes últimos: Lívia, Mateus e Michele.
                            Irmã Stella com a neta Keila Regina (filha da Leda) e a bisneta Hadassa.
 Irmã Stella no SESI, no último Retiro de família com as filhas Sonia, e no fundo (centro), Roseli.
No auditório do SESI, entre os filhos Marcos e Sonia.

3 comentários:

Zigomar disse...

Todos sabemos que essa tão estimada irmã vai deixar muitas saudades nos corações dos que a conheceu. Mas o mais importante e o que nos consola, é saber que sua alegria agora será completa nos céus!
Que Deus console seus familiares!

Prof. Izaias Resplandes disse...

Não tive convivência pessoal com irmã Estela. Encontrei-a apenas uma vez, nos anos oitenta, quando passei por sua casa brevemente. Todavia, sempre ouvi falar muito bem dela, principalmente por seus familiares. Graças a Deus pelos 84 anos de vida que deu a irmã Estela e pelos descendentes que lhe deu, que continuarão a sua vida, sua história e sua presença entre nós. Seu nome não será esquecido. Seus feitos memoráveis sempre serão lembrados. Não tenho dúvidas que ouviremos muitas vezes alguém dizendo: "Minha mãe Estela dizia..." ou "Minha avó Estela..." ou mesmo "Irmã Estela tal e tal...". É assim que acontece com as pessoas que semeiam o bem, que são boas e generosas com os outros, sem observar seus defeitos, como fazia essa irmã, que observava e destacava apenas os bons predicados das pessoas com quem contracenava pela vida. Certamente ela será um grande exemplo para muitas gerações.
Aos familiares, em nome da Neo de Poxoréu, MT, oferecemos o conforto das nossas orações pedindo que Deus possa aliviar a tristeza e a dor pela partida de tão estimada irmã. Deus é o nosso refúgio e o nosso baluarte. Ele é a sombra que nos protege e nos conforta nos momentos escaldantes do dia. Sobre suas asas temos toda a segurança. Irmã Estela está nas mãos de Deus. Graças a Deus por essa vitória de nossa irmã.

Josiane disse...

Deus conforte os corações dos seus familiares e amigos. tivemos o prazer de conhecê-la e sabemos o quanto era querida, muito triste.