sábado, 19 de março de 2016

A corrupção

A CORRUPÇÃO

Prof. Izaias Resplandes
Acompanhando as transmissões na mídia televisiva e as publicações na internet, sentimos que o Brasil está se tornando cenário de uma corrupção generalizada, onde até as mais altas autoridades do país parecem estar envolvidas em escândalos exponenciais, com ameaça de prisão e tantas coisas mais.
Isso não é de se estranhar, haja vista que a corrupção é a regra para a natureza terrena do homem. Nenhum homem é bom. Todos são maus, ainda que possam fazer algumas coisas boas, ainda que possam haver pessoas honestas A honestidade não é a regra no reino do mal; é a exceção.
Assim disse Jesus a uma pessoa que lhe chamou de Bom Mestre: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus. Marcos 10:18, Lucas 18:19.
E em outra ocasião, também disse:
Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. Mateus 12:34.
Meus queridos... Não há nada mais enganoso do que o nosso coração. É o que nos diz a Palavra profética:
Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Jeremias 17:9.
São tristes de se ouvir as notícias sobre o nosso país. E o que a gente pergunta é aonde isso vai parar? Eu não duvido que tenhamos uma intervenção militar, com o objetivo de reestabelecer a ordem e o estado de Direito no Brasil, embora seja difícil de dizer se isso seria realmente o melhor. Mas, se a sociedade se corrompeu, se as instituições sociais estão corrompidas, se o poder que deveria assegurar o exercício dos direitos não consegue dar cabo de sua missão, talvez somente um poder maior possa dar conta da situação. E no plano terreno, o que temos visto nessas situações é a intervenção militar. E já tem muita gente achando que essa é a solução.
Não olvidemos do que aconteceu no começo dos tempos, quando todo o gênero humano se corrompeu e foi necessária a intervenção de Deus por meio do dilúvio para tentar salvar a criação. Assim diz o texto:
A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência. E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra. Gênesis 6:11-13.
E assim aconteceu. Deus enviou um dilúvio que destruiu tudo, com exceção de Noé e sua família. Apenas oito almas humanas se salvaram (1 Pe 3:20). E observando a cena, vemos que, após o dilúvio, Noé saiu da arca com sua família e ofereceu um holocausto ao Senhor.
E o Senhor sentiu o suave cheiro, e o Senhor disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz. Gênesis 8:21.
E o que Deus dissera, com certeza fora a mais pura das verdades, visto que a sociedade nunca deixou de se corromper. A título de exemplo, vemos Jesus dizendo em várias passagens que a geração de seu tempo era perversa, má, corrupta, adúltera... Vejamos:
E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei?. Mateus 17:17.
Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Filipenses 2:15.
Mas ele lhes respondeu, e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém, não se lhe dará outro sinal senão o sinal do profeta Jonas; Mateus 12:39.
Salomão escreveu:
Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque. Eclesiastes 7:20.
O apóstolo Paulo também registrou esse processo de corrupção do gênero humano. Assim diz ele:
Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos. Romanos 3:10-18.
Com certeza vivemos tempos difíceis para os homens. Temos uma crise ética. As práticas de cada um são vergonhosas. As pessoas citam a Constituição dizendo que “todos são iguais perante a lei”, mas aqueles que administram a lei não tratam as pessoas com a mesma medida. Vemos prevalecer o ditado: para os amigos, todas as beneces da lei; para os inimigos, todos os seus rigores.
Homens respeitados como grandes intérpretes distorcem a lei para condenar ou para beneficiar. A imprensa que deveria apenas noticiar, monta verdadeiros tribunais inquisitivos e condena as pessoas apenas com base em indícios, em disse me disse, em depoimentos de testemunhas corruptas. Do ponto de vista bíblico, podemos ver que estes são alguns dos sinais que seriam vistos no fim dos tempos, quando a medida de Deus já estivesse quase cheia e o seu juízo estivesse às portas. Assim diz a Palavra:
Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. 2 Timóteo 3:1-9.
A situação do Brasil é muito triste. Só Deus pode salvar-nos desse mundo perverso e cruel. Os pais não conseguem mais educar os seus filhos com os princípios morais e éticos da humanidade. Matar, roubar e destruir tem se tornado coisas normais. Não há respeito, não há consideração. A cada dia nós somos surpreendidos com coisas ainda piores acontecendo entre nós.
Meus queridos... Fiquemos atentos e vigilantes. Tomemos cuidado para também não cairmos em tentação. Aqui é o reino do adversário de Deus e nós que queremos servir ao Criador, certamente sofreremos todo tipo de perseguição.
Portanto, revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Efésios 6:11.

Segurem em Deus, amparem-se em Jesus e sustentem-se em sua força e poder. Somente assim poderemos ser muito mais do que vencedores. Amém! 

3 comentários:

UMNT missão disse...

Realmente é motivo de ficarmos indignado, mas adotei a postura de orar pelo meu pais. Deus colocou ELE pode tirar. Foi assim no Egito com o povo de Israel. Nada é impossível, então eu oro e peço misericórdia para nosso país e para nosso povo. ISA2

arizio de almeida branco. disse...

Militarismo....nunca mais....acredito....que.. a única. ..esperança e solução é JESUS CRISTO....nos corações da humanidade..AGORA... PARTINDO PRA BÍBLIA. ..ELA NOS ENSINA...ESTE MUNDO VAI DE MAL PRA PIOR... moral da história estamos caminhando pro F.I.M.... VAMOS ORAR. ...E ESTARMOS ATENTOS E VIGILANTES...

Ivon Pereira da Silva disse...

É professor, ainda ontem na Escola Dominical na Várzea Grande e a noite na igreja do Bosque, retratei com todos os irmãos a necessidade de fortalecer em nossas vida o papel do intercessor que almeja o bem do país através da oração e meditação na palavra de Deus, pois como você bem descreve a nossa situação é tenebrosa e delicada, precisamos manifestar publicamente as atitudes de amor e bom censo onde o clima é tenso e sujeito a instabilidade nacional.
Parabéns pelo seu artigo, como sempre consistente e verdadeiro.