sábado, 1 de junho de 2013

Os novos limites de Rio dos Crentes

 Os Valentes de Rio dos Crentes no último dia do Mutirão da Cerca: Lourdes, Gabriel, Zé do Rio, Dudu, César, Paulo Moraes, Nalva Moraes, Maria Resplandes, João Rita, Marcos e Zezinho.

Terminamos hoje, 1/6/2013 o nosso Mutirão para cercar a nova área do Acampamento Rio dos Crentes, ficando assim os marcos que asseguram os nossos novos limites nesse lugar. Nesse dia contamos apenas com os irmãos de Jaciara: Miss. Paulo, Marinalva e César; Pr. José Domingos e seu filho Zezinho; Pr. João Rita e seu sobrinho Marcos; e os irmãos de Poxoréu: José Carlos e Gabriel, Maria Resplandes e Lourdes e Izaias Resplandes. Totalizamos 12 pessoas. Eram oito e meia, mais ou menos, quando terminamos de fazer a última cerca programada. Assim, a área ficou praticamente fechada.

A divisa da nova área começa do lado direito da casinha de palha ao fundo. Se a linha prosseguisse até esse entroncamento de estradas, ela passaria por entre essas duas árvores que se vê à frente, no meio das duas estradas: a estrada que vai para a sede do Acampamento e a estrada que vai para a casinha do vizinho ao fundo.

Nesta oportunidade queremos informar aos irmãos que adquirimos mais uma talhão de aproximadamente um hectare e meio de terras de nosso vizinho Felicíssimo Lebre, alem dos dois hectares que já tínhamos adquirido. Esse talhão foi adquirido sem medir. Ele pediu R$ 10 mil reais no pedaço e, após consultar os líderes presentes nestes dias em Rio dos Crentes,decidimos comprar.

Esse palanque mais grosso é o palanque da divisa. Traçando uma linha daquele bico formado pelas duas estradas até esse palanque, segue-se em linha reta numa extensão de aproximadamente 230 metros, até atingir as terras do vizinho que adquiriu aquela área que fica à esquerda do nosso Acampamento. Essa linha seca vai cortando a cabeceira das terras daquela área, passando acima da nascente que fornece aquele cano de água permanente lá da nossa cozinha e cortando a segunda grota, que fica a cem metros do nosso Acampamento, indo pelas terras do vizinho esquerdo. Depois da grota, a linha segue por mais 50 metros mais ou menos. De lá, volta-se em linha reta de aproximadamente 150 metros até a entrada da sede de nosso Acampamento velho, fechando o polígono.

 Esse é o palanque da divisa. Ele é um palanque de canto. Já explicamos como será divisa saindo para o lado direito dele, passando ao lado da casa de palha do vizinho "Seu Zé". Pelo outro lado do ângulo, sobe a nossa nova cerca, que já está pronta, numa extensão de aproximadamente cem metros, na direção por onde vai o irmão Zé com o seu cachorrinho "Perdido".

Nós medimos a nova área, confirmando suas dimensões e já deixamos uma das divisas cercadas.

 Daquele palanque da casinha até esse canto, são mais ou menos cem metros. Daqui voltamos para o lado da estrada que tem o colchete de entrada, numa extensão de aproximadamente noventa metros, onde ficará a nossa porteira de entrada. Depois da porteira ainda teremos uns dez metros de frente.

A pretensão agora é fazer uma porteira na entrada do Acampamento, sobre a qual será colocada uma placa com o nome "Acampamento Rio dos Crentes - Propriedade da Igreja Evangélica Neotestamentária".

 Essa é uma visão da nossa nova frente a partir do colchete do "Coquinho", aquele que não podia ficar aberto e que continuará não podendo. Lá onde estão os irmãos será a nossa Porteira. Do colchete na porteira tem mais ou menos vinte metros.

A Porteira, que terá um vão de 4 metros, será colocada no local onde os irmãos estão. Os palanques laterais deverão ter 5 metros. E no topo dos palanques ficará a Placa "Acampamento Rio dos Crentes".

Nessa foto temos uma visão panorâmica de toda a frente, de canto a canto, numa extensão de cem metros.


 Esse o canto direito. Daqui, descendo em direção ao rio, são  205 metros até chegar na área antiga do Acampamento.

Acima temos uma visão do canto direito. Abaixo temos uma visão da cerca, lado direito, indo em direção ao rio.

 O irmão Zé do Rio confere o alinhamento dos postes. Abaixo, visão da cerca, já entrando na mata do nosso atual campinho, indo até o canto da área de camping. São quase cem metros pela mata adentro.

Agora vamos ao lado esquerdo de quem entra no Acampamento. Vamos ao nosso colchete de entrada, na beira da grotinha, de onde tiramos aquele aquele cano de água que corre o tempo todo na área da cozinha. .


Reconheça o local nas fotos acima e abaixo.

Aqui nessa grotinha começa a nossa cerca de divisa com Jade Rossini.

Essa cerca foi concluída hoje, com o esforço dos irmãos de Jaciara e Poxoréu.


 Pr. João Rita supervisiona o serviço. Abaixo, uma foto panorâmica dessa cerca, que forma nossa divisa com Jade Rossini. Nessa região do lado esquerdo da cerca, estamos pensando em construir o campo de vôleibol. Lá no final avistado dessa cerca, fotos acima e abaixo, fica a grota de onde pretendemos captar água para o consumo no Acampamento.


Abaixo temos a visão da grota de água límpida, pura e cristalina, onde improvisamos uma pinguela para atravessarmos até que façamos ali uma barragem e sobre ela uma ponte.


Abaixo temos uma visão da água dessa grota.
 Abaixo, o Pr. Dudu e seu filho Zezinho fazem pose na beira da cerca, além da grota. A cerca segue ainda uns trinta metros mais ou menos nessa direção, até encontrar com a linha que vem lá daquele marco que está na frente da casinha de palha.

  
Abaixo, temos uma visão da cerca concluída, numa extensão de aproximadamente 150 metros.


Então é isso. Esperamos ter feito uma descrição aceitável sobre o que vimos acontecer em Rio dos Crentes nesses últimos três dias, principalmente no que concerne a dar uma idéia sobre os nossos novos limites. Todavia espero uma visita de cada irmão para confirmar a posse sobre esse patrimônio que é de todos os neotestamentários.

Por último, temos planos de  preparar o estacionamento, um campo de futebol e outro de voleibol e uma pequena represa para trazer a água até a sede do Acampamento. Ali, dependendo da altura que a água chegar, faremos um tanque para coletar a água que será dali bombeada para as caixas d'água ou a jogaremos diretamente numa caixa principal, da qual será distribuída para as outras dependências do Acampamento.

Tudo isso são planos, os quais podem ser mudados e que somente serão realizados na medida da disponibilidade de recursos e da aprovação do Senhor. Oremos por essas questões. Na primeira semana de julho nós estaremos de volta em mais um mutirão. Se o irmão desejar vir, será muito bom. Sua força aumentará a nossa. Até aqui o Senhor tem nos ajudado. Que sua mão de bênçãos seja sobre todos nós.

Izaias Resplandes - Secretário de Rio dos Crentes


4 comentários:

Zigomar disse...

Parabéns a todos os participantes desse mutirão, pelo que foi realizado. Isso é prova da graça e misericórdia do Senhor!

Zigomar.

Isa2 e Rô disse...

Muito bom "VALENTES DO RIO DOS CRENTES" como diz a música esses "caras" são vocês. Eu vejo alguns novos discipulos aí que já estão aprendendo a amar este lugar.
Izaias nós sabemos que você tem muito serviço em Poxoréo,mas é possível fazer um croci da área com o acampamento e estrada, nascente e as novas cercas? isa2

Isa2 e Rô disse...

José Carlos (caseiro) será que vai dar para criar duas vacas para o leite da manhã? eu acho que dá!

Ivon Pereira da Silva disse...

O trabalho desses homens, motivam, ensinam, despertam, fortalecem a todos nós. Suas esposas e seus filhos os honram com seu amor, mas, Deus abençoa suas vidas, sua caminhada e suas gerações. Seus nomes nunca serão esquecidos.